O significado dos nomes de alguns livros da Bíblia

BÍBLIA - é o plural grego de biblion (livro). Biblio é um elemento de composição que introduz a idéia de livro. Por exemplo: biblioclasta (inimigo e destruidor de livros), bibliofilia (amor aos livros), bibliolatria (adoração dos livros), bibliofobia (horror aos livros), bibliografia (descrição e conhecimento dos livros) etc. No latim, a Bíblia é denominada Sacra Scriptura, Sacra Volumina ou simplesmente Scriptura.
PENTATEUCO - é uma palavra formada pela junção de dois elementos gregos: penta (“cinco”) e teuco ou têuchos (“manuscrito”), ou seja: “manuscrito de cinco volumes”. São os cinco primeiros livros da Bíblia: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.
GÊNESIS - (do grego Génesis) quer dizer origem, criação, geração; no original hebraico é chamado Bereshit, que significa, ao pé da letra: No início, No Começo, No Princípio.
ÊXODO - (do latim exodus, pelo grego éxodos) quer dizer saída, partida ou emigração; em hebraico é chamado Shemot, literalmente, Nomes.
LEVÍTICO - é assim denominado pelo fato de conter as leis e os regulamentos concernentes aos Levitas, que eram descendentes da tribo de Levi; na Bíblia hebraica é chamado de Vaiicrá, que significa E chamou ou E clamou.
NÚMEROS - recebeu esse nome por causa dos dois recenseamentos relatados no livro; em hebraico é chamado Bemidbar, que quer dizer “no deserto”.
DEUTERONÔMIO - é um termo formado por dois elementos grego: deuterós (“segundo”) e nómos (“lei”), ou seja: deuteronômion: “Segunda Lei”; no original hebraico leva o nome de Devarim, literalmente, Palavras.
SALMOS - (do hebraico Tehillim ou Tillim) que significa cânticos de louvor; na Septuaginta é chamado Biblos Psalmos, que diz respeito aos cânticos entoados com música ou aos poemas líricos. Relaciona-se com o termo grego Psalterion (um instrumento de corda).
PROVÉRBIOS - tem o sentido de máximas, sentenças, lições instrutivas. Em latim Liber Proverbiorum, e, em grego Paroimiai Salomôntos. Em hebraico é chamado de Mishlê, que é a abreviação de Mishlê Shelomô, ao pé da letra: “provérbio ou parábola, dito” (de Salomão).
ECLESIASTES - é tradução do termo grego Ekklésiastes, literalmente, “o que fala numa assembléia”. Em hebraico Kohélet, ao pé da letra, pregador; deriva-se de kahal, que designa o dirigente de uma congregação.
CANTARES DE SALOMÃO OU CÂNTICOS DOS CÂNTICOS - em hebraico Shir Ha’shirim, literalmente, Cantar dos Cantares.
APOCALIPSE - do grego apokalipse, que significa revelação (forma usada pelas Testemunhas de Jeová, na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas).